Silencio absoluto




mente confusa e o corpo tremulo,
o DONO está próximo,

submissa no lugar dela,

no chão de cabeça baixa esperando,

pensamentos nesse momento voam longe,

sente medo, porém tem CONFIANÇA PLENA,

o som das correntes, as mãos geladas, chegou

o tão esperado momento da entrega, o prazer

em serví-Lo, em estar aos Seus pés, sob o Seu

domínio, onde eu nada mais sou, apenas uma

peça, uma tela para o DONO desenhar e deixar

Suas marcas, entrega plena, sem reservas, se

doando por inteiro pelo prazer do Dono.

Entregando-se por puro instinto, tornando-se

Sua submissa e escrava de Seus desejos.

Entregue aos prazeres sádicos do DONO,

servindo-o sem pensar em mim mesma,

essa é a minha missão, minha vontade, minha

obrigação.


Escrava não tem querer, o DONO quer, escrava faz.

4 comentários:

{Λїtą}_ŞT disse...

Muito lindo, sílvia.
Fico feliz com o seu crescimento, com a submissão que brota de dentro de você nas palavras mais doces e verdadeiras.
Parabéns pelo texto, muito lindo.
Beijos meus.
Saudades...

{Λїtą}_ŞT

ENTREGA E SUBMISSÃO disse...

Lindo silvia!
apareça no meu universo
Beijos doces
Ísis {Mr Nelson}

Thamires Nascimento da Costa disse...

http://thamiresgatinha1.blogspot.com/

ursinha disse...

Lindo e intenso. Sentimentos fortes
Bjs
ursinha